A Drowning

maio 5, 2010

How To Destroy Angels é a “nova banda” (?!) do Trent Reznor, that weirdo Nine Inch Nails dude. Som em legal, na linha Portishead, Massive Attack… Boa surpresa.

O tio aqui se aventurou no Soundcloud. Vou criar umas listinhas de sons e tal para quem quiser escutar, só com as minhas preferidas, hehehehe.

Não sou dj, nem me preocupo muito em ordenar as músicas de acordo com algum conceito ou sei lá o que. Elas estão ali e pronto. 🙂

I’m Designer

janeiro 5, 2010

Fonte

Tu, webdesigner, que não sabe como cobrar de seu “cliente especial”, aqui está uma ÓTIMA tabela para seguir. Pena que esses valores não estão muito atualizados para 2009, mas está valendo 😉 :

Serviço Valor (R$)
Logo marca, logomarca 6000,00
Logotipozinho, logomarcazinha, marquinha e marquinhazinha (preço também válido para logotipo bem pequenininho, simbolo, desenho pra colocar no cartão e elipse e degrade) 2250,00
Nome do logotipo 5500,00
Impresso 855,00
Folheto de divulgação 255,00
Convitezinho 345,00
Panfleto 452,00
Um folder rapidinho 1250,00
Prospecto 355,00
Jeitinho aqui 150,00
Folhinha / Filipeta 355,00
Folhinha pra tirar xérox mesmo (xérox não inclusas) 456,00
Uma faixa aí 2230,00
Cartaz “que você ja pega pronto no Print artist” 564,00
“Botar um design” no meu site 5300,00
Desenho animado pra colocar no site 50000,00
Uma letra girando, assim ó 250,00
Cartãozinho mixuruca 150,00
Só pra não passar em branco (Folder de aniversário de 50 anos da empresa) 6000,00
Um site (Não interessa a quantidade de paginas, nem o que tem dentro, site é site, ué) 15000,00
Um portal (Sem diferença para o material acima, apenas na nomenclatura) 30000,00
“Igualzinho a esse aqui, só vai colocar o meu timbre ao inves do dele aqui em cima, entendeu? Pra não dar trabalho mesmo…” 1000,00
Sem muitos detalhes 350,00
Quando começar a frase com:
Acrescentar mais (R$)
“Isso aí, você coloca no computador e ele faz” 1250,00
“Eu tenho um sobrinho que faz assim…” 350,00
“Ei, você que mexe com computador…” 500,00
“Ah foi bom te ver aqui, você não é o cara da informática?” 8000,00
“O chefe do departamento ja escolheu até a letra e a cor, agora ficou fácil” 250,00
“Não, não.. você nao vai ter trabalho nenhum, mesmo. É so colocar no computador mesmo” 350,00
“Na verdade o serviço JÁ ESTÁ PRONTO! É só colocar um pouco de design” 750,00
“É só uma firula mesmo né?” 450,00
“Pra enfeitar o pavão…” 360,00
“Na verdade é porque eu não tenho tempo pra fazer..” 2500,00
“Eu confio em você, vê ai alguma coisa..” (não sabe nem o nome da empresa) 5500,00
“Depois a gente vê uma maneira de te compensar…” 240.000,00
“Vê ai o que você faz pra mim?” 890,00
“Nossa, mas é so um site! Isso tudo?” 5000,00
“POR PÁGINA??????” (cada vez que a pessoa repetir essa frase) 345,00
“Aproveita pra ver o que aconteceu com o antivirus daqui da loja?” 350,00
“Ah.. tá.. mas nisso ja estão incluidas as fotos e as modelos né?” 150,00
“É só esticar aqui, ó” 60,00
“E você usa o computador pra isso?” 75,00
“Coisa simples” 2500,00
“Não você não entendeu é simples mesmo” 3500,00
“É você não entendeu mesmo” 4500,00
“Só uma galeria de fotos. Quantas fotos? Ah umas 100, mas é so colocar ali no canto” 890,00
“Ué, mas é so digitar como ta aqui no jornal.” 980,00
“Escaneia daqui da revista mesmo” 200,00
“Eu quero um site” (Mecãnico free-lancer) 2800,00
“DUZENTOS E CINQUENTA REAIS???” (subir mais R$ 50,00 a cada grito de desespero) 50,00
“Fotolito? Não, não, não vamos contratar fotografo” 35,00
“Ah!! Pode pegar o logo do nosso site, não tem problema nenhum, eu autorizo. É so clicar com o botão direito do mouse em cima e ir em ’salvar como’…” 890,00
“COMO ASSIM, SEM A IMPRESSÃO???” (afinal o cara ainda vai pagar a impressão!!) 200,00
“E quanto você cobra assim? Pra um site, é. Completo! Sim eu sei, mas mais ou menos? Tira uma média, site completo! Hum.. e outro mais simplezinho?” 450,00
“Ah mas eu achei a mesma coisa por R$ 30,00 cada página. E é serviço de confiança. O que a gente pode fazer pra chegar nisso?” (esses eu tenho vontade de xingar…) 200,00
“Pois é mas eu estou vendo com outras pessoas…” 100,00
“Ta, tudo bem.. e fica pronto quando? Pode me mandar uma previa por email hoje a noite? 5000,00
(numa sexta feiras 17:55) “ok, me entrega na segunda até umas 10h tá bom?” 8000,00
“É que meu prazo já está estourado, sabe como é né?” 4580,00
Serviços extras – depois do trabalho pronto:
“Aumenta essa letra?” 50,00
“Coloca esse amarelo mais vivo?” 90,00
“Troca esse vermelho, por amarelo?” Sob consulta. Em casos como trocar o tom da pele de uma foto fica mais caro.
“Vira o rosto dela no computador, pra ficar de lado, acho q vai ficar melhor” (foto 3×4) 150,00 (e não realiza o serviço, lógico)
“E se a gente mudasse o menu pra cá? To achando isso meio parado…” (site pronto) Valor do site x 5
(Depois de pedir incessantemente pelo estetoscopio na capa do manual médico) “É mesmo, né? Não ficou muito legal….. e agora?” 6000,00
“Puxa mais pra ca.. Isso agora mais pra ca, isso, troca essa cor.. agora inclui essa foto… podia mudar aqui ne? hum… po parace que piorou não estou entendendo…” 8500,00

Agora falando sério, o IFDBlog tem o post QUANTO COBRAR? com diversas tabelas referenciais de preços das melhores associações de profissionais da área de comunicação do Brasil e do Mundo além de dicas que podem ajudar você a formular o preço do seu trabalho, vale a pena dar um olhada.

———————————————————————————————–

Já que estamos no assunto:

Playlist

dezembro 19, 2009

Nessa semana teve:

Hildur Gudnadottir – Elevation
Metric – Combat Baby
Emily Haines – Our Hell
Black Mountain – Wucan
Liam Finn – Second Chance
Lykke Li – I’m Good I’m Gone
King Britt – New World in My View
Charlotte Gainsbourg – IRM
The Kills – Last Day Of Magic
The Dead Weather – 60 Feet Tall
Talking Heads – Love For Sale
Brujeria – Colas de Rata
The Knife – Got 2 Let U

Em apoio

julho 17, 2009

Para quem ainda não sabe da função toda da governadora Yeda:

Leia aqui

Sacou? Agora podes prosseguir.

Recebido hoje no meu email:

Por Favor, leiam e ajudem-nos a divulgar esta carta!
O que a Governadora fez ontem foi um crime à memória e à História!
Movimento Pela Abertura dos Arquivos da Ditadura- RS
PARA QUE NÃO SE ESQUEÇA!

PARA QUE NUNCA MAIS ACONTEÇA!

================================

Exma. Sra. Governadora do Estado do Rio Grande do Sul,

Yeda Crusius

O Movimento Pela Abertura dos Arquivos da Ditadura toma a iniciativa de escrever-lhe esta carta, em referência ao cartaz que a senhora escreveu ontem pela manhã, dia 16 de julho de 2009, e apresentou aos fotógrafos de órgãos de imprensa de todo o país. A sua declaração, de que aquelas pessoas que ali estavam não eram professores, mas “torturadores”, atinge não somente aqueles professores, que estão em seu pleno direito de reivindicar melhores salários e condições de trabalho, mas também todos os cidadãos brasileiros, vítimas diretas ou indiretas dos crimes cometidos por torturadores ao longo da história do Brasil. A utilização deste termo é uma prova da total falta de conhecimento histórico da senhora, e mais: um grande desrespeito à memória do país, que recentemente passou por um período de ditadura, não só militar, mas com contribuição de muitos civis, muitos hoje acusados de terem, esses sim,  torturado pessoas. Com sua declaração, a senhora ignorou totalmente a carga histórica que o conceito de “torturador” carrega. A senhora já ouviu o depoimento de alguém que tenha sofrido, verdadeiramente, uma tortura? Estas pessoas merecem o nosso respeito, o que não observamos na sua atitude.

Isso corrobora para o que estamos chamando atenção há tempos: a utilização inadequeada de adjetivos, sem conhecer seu teor histórico, sem valor explicativo, e usado de forma pejorativa e impune. Isso acontece, também, com o conceito de “terrorista”, que é utilizado para a luta armada brasileira, mas nunca atribuído às ações do aparato repressivo do Estado – ainda não desmontado, julgado e condenado – e com grupos para-militares, como o CCC, sigla que ainda hoje circula na sociedade brasileira, e é lembrada como o grande grupo que combatia o comunismo, sem saber de fato o que aquele grupo fez no Brasil.

A sua atitude se assemelha à dos torturadores e repressores, na medida em que, assim como as balas, as palavras ferem, e vêm justamente do lugar que deveria tomar conta de todos os cidadãos, independente de posicionamento político: o Estado. A senhora comparou uma classe trabalhadora, que exercia um direito que fora suprimido por mais de 20 anos, àqueles responsáveis pela supressão do mesmo. Comparou-os a pessoas que cometeram crimes, e que estão por aí, impunes. Isto, senhora governadora, é considerado calúnia, segundo as leis do Estado que a senhora representa.

A senhora sentiu-se intimidada pela manifestação que impediu o direito de ir e vir de seus netos. A senhora sabe que durante os anos 1960, 1970 e 1980, vigoraram no Cone Sul ditaduras civil-militares que sequestraram, torturaram, desapareceram, mataram e apropriaram-se de crianças? Na Argentina, por exemplo, há mais de 500 crianças desaparecidas. Apenas 91 tiveram sua identidade restituída. A senhora sabe como isto foi feito? Através de lutas, confrontos, manifestações, como esta, que se realizava em frente a sua residência.

Seus netos, senhora governadora, provalvemente não saibam o estado em que se encontra a educação pública no Rio Grande do Sul, pois devem frequentar os melhores e mais caros colégios em Porto Alegre. Seus netos não devem fazer idéia do que seja passar trimestres, às vezes anos, sem uma disciplina, por falta de professor; ou estudarem em turmas com 50 alunos, por causa do enturmamento promovido pela senhora; ou enfrentarem as condições precárias em que se encontram muitas escolas; ou não possuírem uma boa educação por falta de recursos; ou encontrarem professores desmotivados pela miséria que é paga todos os meses. Estes sim, são torturados.

Senhora governadora, por todos esses motivos expostos nós, do Movimento Pela Abertura dos Arquivos da Ditadura, escrevemos esta carta com o objetivo de solicitar uma retratação pública da senhora, em frente às câmeras de televisão, para com todos os cidadãos brasileiros, que de uma forma ou de outra, sabem exatamente o que signifca o termo “torturado”. Pedimos que a senhora tome essa atitude, em nome de todas as verdadeiras vítimas de crimes de tortura cometidos no Brasil, seja durante a ditadura civil-militar, seja ainda hoje em dia, pelo Estado.

Esta carta seguirá com cópia para órgãos de imprensa e endereços eletrônicos que quiserem publicá-la.

Assinado: MOVIMENTO PELA ABERTURA DOS ARQUIVOS DA DITADURA-RS

Porto Alegre, 17 de julho de 2009

Sad But True

junho 10, 2009

do Capinaremos

Talk To Me pt. 3

maio 21, 2009

Após mais um longo tempo, eis a nova listagem dos títulos de posts/canções:

1ª parte

2ª parte

TOM JONES – What’s New Pussycat

CAMISA DE VÊNUS – Passatempo

OASIS – Cigarettes & Alcohol

GABRIELLA CILMI – Sweet About Me

AC/DC – Rock’n’Roll Train

WALVERDES – Seja Mais Certo

CORROSION OF CONFORMITY – Vote With A Bullet

KYUSS – 100°

FAITH NO MORE – Album Of The Year (disco)

KATHERINE K. DAVIS – Little Drummer Boy

FLEETWOOD MAC – Oh Well

SNOW – Informer

THE BEATLES – I, Me Mine

QOTSA – I’m Designer

MOTORHEAD – R.A.M.O.N.E.S.

DAN AUERBACH – Keep It Hid

THE CRAMPS – The Crusher

ROBERT PLANT & ALLISON KRAUSS – Rich Woman

DIAMANDA GALAS & JOHN PAUL JONES – The Sporting Life

TWILIGHT HOTEL – Viva La Vynil

HAWKWIND – Brainstorm

PÚBLICA – Como Num Filme Sem Um Fim

MUDHONEY – You Got It

MESS – “Fralda”?!

THE DATSUNS – Messin’ Around

THE CARDIGANS – I Need Some Fine Wine And You, You Need To Be Nicer

COCONUT RECORDS – Nighttiming

VENOM – Countess Bathory

BIG ELF – Closer To Doom

SOUNDGARDEN – Spoonman

GOT MILK? – é uma expressão…

SOCIAL DISTORTION – No Pain, No Gain

AUTORAMAS – Mundo Moderno

THE BLACK ANGELS – Manipulation

KASABIAN – Vlad, The Impaler

RAMONES – Do You Remember Rock’n’Roll Radio?

ULTRAJE A RIGOR – Nós Vamos Invadir Sua Praia

GOATSNAKE – Flower Of Disease

GBH – Crush’Em

HUSKER DU – Real World

PODIAS ERPIOR – Poodle

CÉU – Bobagem

ROB ZOMBIE – House Of The 1000 Corpses

MISFITS – Scream

COCONUT RECORDS – Drummer

THE BEATLES – Help!

FEVER RAY – Keep The Streets Empty For Me

JOHN LENNON – Cold Turkey

KYUSS – King

THE BEATLES – While My Guitar Gently Weeps

THE RAVEONETTES – Beat City